.Pesquisar

 

.A Equipa



Erótica
23 anos, ruiva, olhos verdes

Poderoso
27 anos, loiro, olhos azuis

Membro Vadio
26 anos, moreno, olhos verdes

.Desejos Recentes

. C - Aventuras de um casal...

. H - esqueleto

. C - Aventuras de um casal...

. F - tanguinha

. C - Aventuras de um casal...

. F - Pétalas

. C - Eu, minha mulher e um...

. D - Livro

. F - De renda

. H - carrasco

. C - Tarde de swing bem pa...

. C - Na casa da minha tia

. F - Bujon

. F - anda cá, és tão boa

. Cocktail CÚ LIVRE

. C - (Lesb) - Amiguinhas n...

. O estrangeiro e a minha m...

. H - Vista distorcida

. F - cuzão

. Namorada no cinema

. F - As tuas costas

. H - até o tronco

. F - lava o dentinho

. Primeiro anal

. F - Na água

. Um pedido muito especial ...

. F - belas mamas

. Um pedido muito especial

. F - atrás da rede?

. Cocktail LEVAR NO ABACAXI

. F - Lia de vermelho

. H - splash

. F - vestido ousado

. Reunião de negócios

. F - Papo

. Cocktail ORGIAS

. F - olha a racha

. F - vermelhinho

. H - claques

. F - Cú da Lia

.Desejos Passados

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

Top Blogs

Sábado, 16 de Junho de 2007

C - Aventuras de um casal - 3ª

Chegando ao quarto, Lena ficou em pé afastada de nós, esperando, olhando pras paredes. Abracei a Débora e demos um beijo demorado e apaixonado. Depois chamei a Lena pra perto da gente, e a envolvi em um de meus braços (sem soltar a Débora), e dei um beijo bem gostoso nela também. Ela se entregou ao meu beijo, me abraçando, e enquanto isso eu comecei a puxar a Débora de encontro às nossas bocas. Ela deu um jeito de enfiar a boca ali e ficamos nos beijando os 3. Depois foi a vez de começarmos a nos alisar agarrados, e eu dei um jeito de afastar minha boca e as duas continuaram o beijo. Era o que eu queria pra quebrar o gelo. Nos arrastamos até a cama e ficamos ajoelhados, sem pararmos de nos beijar, nos despindo, e acariciando nossos corpos. Seminus e descontrolados como em transe de tesão, alisávamos as coxas, as bundas por cima das calcinhas, sugando os seios uma da outra, beijos na boca, encoxadas... tudo muito delicioso. Deitamos a Lena e eu e a Dé tiramos a calcinha dela e eu comecei a lambê-la. Olhei pra Dé e disse "vem cá experimentar...". Ela olhou com uma carinha safada e caiu de boca, a princípio tímida, como que descobrindo a nova sensação, mas depois foi ficando excitada e começou a chupá-la com vontade. Morri de tesão quando vi as duas daquele jeito e me ajeitei pra chupar os seios da Lena, o que a deixava mais excitada ainda, e beijava sua boca também. Lena estava totalmente entregue e seu corpo serpenteava descontrolado. Fui pra trás da Débora, que estava de quatro, e comecei a lamber aquela bunda maravilhosa. Mordia de leve a carne e passava a língua no rego de cima pra baixo, de baixo pra cima, apertando seu cuzinho quando passava por ele. Sem parar de chupar a Lena, ela afastava suas coxas e arreganhava ainda mais sua bunda, como uma gata no cio pra receber meu banho de língua. Seus lábios vaginais ficaram bem abertos e eu via aquele clitóris maravilhoso exposto, e não agüentei de vontade de chupá-lo. Deitei minha cabeça abaixo do corpo dela e chupei com vontade. Ela que já estava alucinada, rebolava na minha cara pra sentir seu clitóris totalmente envolvido pela minha língua, e sentava com força na minha língua em riste. Quase gozando, ela parou de chupar a Lena, levantou sua cabeça e começou a gemer e a respirar ofegantemente. Lena agarrou sua cabeça e a voltou para sua xoxota... "não pára que estou quase gozando". Débora continuou a chupá-la com mais vontade ainda até que ouvimos um gritinho agudo e sua respiração descontrolada, anunciando o gozo próximo de Lena. Saí debaixo da Dé pra assistir a esse gozo. Ela levantava seu peito, descolando as costas da cama, e chacoalhou seus quadris bem rápido na hora do gozo, e praticamente desfaleceu enquanto a Dé diminuía as lambidas.

Quando ela parou de chupar aquela xana, viu que eu estava do lado dela, ajoelhado na cama com meu pau em riste e me abocanhou gulosa. Chupava-me com vontade, inteirinho da base do meu pau até a cabeça. Delirou de tesão quando eu enfiei meus dedos na xoxota dela, pois já estava quase gozando. Estava tão ensopada que eles deslizavam. Quando Lena deu sinais de vida, veio me chupar também, e elas dividiram meu pau nas suas bocas. Elas tinham combinado fazer isso. Mas a Dé não agüentou e parou de chupar pra curtir seu gozo nos meus dedos. Lena continuou de quatro me chupando enquanto Dé saía da cama. Lena me chupava com calma, deixando meu pau escapar da sua boca, pra depois pegá-lo de novo, acariciando minhas bolas...Dé voltou com o vibrador que sempre usamos, lambeu a xoxota da Lena, e começou a enfiá-lo. Ela sentiu... "o quê é isso?". "Surpresa!". Ela riu e continuou a me chupar enquanto a Dé a fodia com seu vibro. Ela começou a perder a noção de novo, como sempre fazia quando estava pra gozar, e mal chupava meu pau. Deitei-me na cama e pedi "vem em cima de mim". Ela veio correndo, e rapidamente alojou meu pau na sua buceta, fazendo escorregar inteiro até o fundo de uma vez, porque já estava bem aberta e lubrificada, pra me cavalgar freneticamente, já quase gozando. Eu já estava a ponto de gozar, mas me segurei ao máximo porque queria que minha gozada fosse na boca das duas. Lena gemia muito mas não sei se ela gozou, porque quando eu não agüentava mais, a tirei rapidamente de cima de mim e fiquei de joelhos na cama, puxando a cabeça das duas pro meu pau. Meu pau melado se revezava rapidamente entre as duas bocas, até que segurei a cabeça da Dé quando senti que iria gozar, porque sei que ela adora. Dei 3 ou 4 jatos na boca dela e em seguida passei para a boca da Lena que também queria engolir. E as duas ficaram revezando as bocas, cada uma sugando mais forte pra buscar as últimas gotinhas, até que meu pau amolecesse.

Mas percebi que a Débora ainda estava com muito tesão e a deitei na cama. Chamei a Lena e disse "agora vou te mostrar uma coisa deliciosa, se prepara...", e comecei a chupar a xoxota da Dé. Tirei minha boca e disse a Lena que agora era sua vez. Quando ela viu aquele clitóris lindo, grande, inchado, ela sorriu e disse "Uau! Vou ser iniciada pelo de melhor qualidade...", e caiu de boca em seguida, chupando com vontade. Dé começou a se contorcer no ato, devido ao tesão em que estava. As duas ficaram daquele jeito uns 10 minutos ou mais. Lena se deliciava com aquele clitóris, e passava a língua cuidadosamente em todos os lábios, enfiava na vagina, lambia o clitóris, dava beijo na xoxota inteira... fazia devagar, rápido... fez de tudo numa longa chupada que ela idealizara (imagino) para aquela iniciação. Provavelmente, a chupada que ela idealizara receber. A Débora simplesmente perdeu a noção de onde estava durante todo o tempo, com a boca da Lena na sua buceta e a minha nos seus seios. Gozou várias vezes, sem que Lena parasse de chupá-la. De repente ela se levantou, afastou a boca da Lena e veio na minha direção olhando fixamente em meus olhos. Deu uma ordem "Deita!" e sem me dar tempo, subiu em cima de mim, e agachada, com os pés na cama, ficou toda encolhida sobre meu corpo, cavalgando freneticamente muito rápido. Ela adora essa posição porque a penetração é bem profunda. E eu sentia minha glande roçando sua vagina bem lá no fundo, e ela parecia perceber isso, porque pressionava seu corpo contra o meu, em movimentos rápidos e curtos, fazendo sua bunda bater violentamente contra meu quadril. Lena segurou a bunda da Dé, diminuindo seus movimentos, pegou o vibrador e começou a lamber o cuzinho, depois foi enfiando devagar... O vibrador entrou fácil porque já estava melado pela excitação que havia escorrido dela, e pela saliva e suor. Quando entrou a metade, a Dé continuou os movimentos, agora gemendo muito de tesão enquanto Lena bombava o vibrador no cuzinho dela. Quando ia gozar, Débora tirou o vibrador do seu cu pra poder voltar aos movimentos mais rápidos de novo. Lena então sentou sua xoxota na minha cara e começou a beijar a boca da Dé, enquanto rebolava seus quadris sobre minha boca. Quando a Dé gozava, seu corpo se debatia, e ela gritava descontrolada e pulava sobre meu pau, que estava latejando de tão duro, excitado com aquela cena. Não agüentei de tesão e gozei junto com ela. "Goza sua safada, goza. Engole meu pau inteiro, fode a buceta...". E ela começou a falar "ai, me fode, ai que bom... me come gostoso... mete, mete, mete...", até desmaiar seu corpo em cima de mim.

(continua)


Orgasmo de erotico.sensual às 11:24

Ligação sexual | Geme aqui | Ver gemidos dos outros (9) | Guarda lá isto
|

As melhores gajas no teu mail!!
As maiores cenas de hardcore!!
Pede já!
E começa a receber amanhã!

.Junho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
15

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.Fogosidades

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds